O Gato Preto

O Gato Preto

25 de outubro de 2018 0 Por

Por Lucas Miclos –

 

Datado de agosto de 1843, “O Gato Preto” é um conto de literatura fantástica de autoria do norte americano Edgar Allan Poe. O autor, numa possível menção ao Deus romano Pluto, reitor do mundo dos mortos, denomina de Pluto um gato preto, personagem que centraliza em si uma infinidade de símbolos que remetem ao misticismo, superstição e medo. É diante essa figura enigmática que o narrador protagonista – imerso num circuito de afetos em que o medo se localiza como soberano, conectado ainda com a cólera e a culpa – nos conduz por uma trama de eventos macabros e aterrorizantes. A partir desse cenário, a obra de Poe pode representar um convite em direção ao (sub)mundo de Pluto, uma passagem pelo reino do horror, um breve mergulho no mar do medo desenhado por sua narrativa incomparável.

 

 

“…O cadáver, já em adiantado estado de decomposição, e coberto de sangue coagulado, apareceu, ereto, aos olhos dos presentes.

Sobre sua cabeça, com a boca vermelha dilatada e o único olho chamejante, achava-se pousado o animal odioso, cuja astúcia me levou ao assassínio e cuja voz reveladora me entregava ao carrasco. Eu havia emparedado o monstro dentro da tumba!”