Mês: novembro 2018

Opróbrio de ser

Opróbrio de ser

Por João Marcos Escondo-me de tudo. Penso que não dou espaço para mostrar-me à mim mesmo… Qual a minha verdadeira face? Sou uma farsa, farsa imersa na ignomínia do ser. A culpa corrói-me. E esse senso da responsabilidade que a consciência sempre traz à tona e que a muitos falta. Seres no seio da ilusão.…

Por 28 de novembro de 2018 2

Mágoa do Tempo

Mágoa do Tempo

Por André Lima Toda minha raiva rebarbativa, jamais encontrará descanso para sua partida, eu nunca sentirei alívio, você nunca ficará feliz… Eu imagino… Porém, se racionalizar fosse o bastante, eu me regozijaria em gritar ao mundo: dói mais te ter do que deixar-te ir; que você me ama, mas não podemos nos ter. Faz tempo…

Por 28 de novembro de 2018 1

Reflexões sobre a Morte

Reflexões sobre a Morte

Por Janine Alves Primeiro Bardo Oh, amigo O tempo caminha em direção a ti para te levar a novos planos de realidade. O teu ego e teu nome estão em jogo de acabar. Estás pondo-te em frente da Luz Clara. Tu estás experimentando esta realidade. No estado de liberdade do ego onde todas as coisas…

Por 24 de novembro de 2018 0

Convite à vida num dia de finados

Convite à vida num dia de finados

Por Lívia Félix   Eu gritava E ninguém escutava O som da minha voz Eu gritava E o som da minha voz Não saía da minha garganta Eu era pequenina As pessoas passavam por mim Mas não me viam… Eu olhava pra cima Mas tudo o que avistava eram pernas Eu estava dentro de um…

Por 16 de novembro de 2018 0

Morte, aceitas o nada como esposo?

Morte, aceitas o nada como esposo?

Por João Marcos O túmulo me procurou oniricamente, Tive minha experiência de morte em vida Deparei-me com o nada e, assusta! Finitude, somos… Despertado, ainda sentia o nada em minhas entranhas E uma dor diferente: Dor de um mistério esmagador, Uma dor sem dor… Talvez a consciência e suas peripécias Em seu deleite sombrio.

Por 16 de novembro de 2018 7

Gemini Feed

Gemini Feed

Por Muriel Marinho   Eu havia jurado inúmeras vezes que não iria mais te escrever! Se passou muito tempo desde a última vez, eu sei. Assim como sei que eu escrevi muitas vezes, mesmo prometendo que não iria, mas parece que todos os meus caminhos retornam para você. É uma relação tão antiga a nossa;…

Por 15 de novembro de 2018 1

O Precito

O Precito

Por Heitor Blesa     No céu brilha a aurora E permaneço na escuridão, Não da luz que ora vigora, Mas d’uma tênebra² divagação: “Por que há homens escolhidos enquanto outros são preteridos?” Angustia-me assim pensar Pois torna o decidir Um delírio do agir No ínvio³ enveredar. Escarafunchei alfarrábios⁴ buscando um esclarecimento. Crendo nos registros…

Por 9 de novembro de 2018 0

Para minha bela amiga morte

Para minha bela amiga morte

Por Italo Matheus   Agora que encontrei a luz dentro de mim, decidi o caminho que devo seguir. Enfim entendi a grandeza interior humana, e que vivemos os nossos dias correndo contra o nosso caminho, o qual deve ser trilhado. Irei morrer, sim, um dia, mas não me encontrarás caído, olharei em teus olhos e…

Por 9 de novembro de 2018 0

Incertezas

Incertezas

Por João Marcos   É incerto o amanhã, tal como o hoje Ambos desesperadores nos dias de angústia e, mais ainda, nos dias em que você não sustenta sua própria solidão   Pois nunca alcançaremos a verdade nua, não a suportaríamos Me pergunto se dói viver na mentira ou em pseudo-verdades A consciência se compraz…

Por 5 de novembro de 2018 6