Opróbrio de ser

Opróbrio de ser

28 de novembro de 2018 2 Por
Por João Marcos
Escondo-me de tudo.
Penso que não dou
espaço para mostrar-me
à mim mesmo…
Qual a minha verdadeira face?
Sou uma farsa,
farsa imersa na ignomínia
do ser.

A culpa corrói-me.
E esse senso da
responsabilidade que
a consciência sempre
traz à tona e que
a muitos falta.
Seres no seio da ilusão.
Fadados à ilusão ou
sorte por tê-la?!