Categoria: Envio Diário

Os envios diários são todas as publicações que recebemos de nossos leitores/colaboradores. Você pode acompanhar todas as postagens dessa categoria na nossa página inicial. Poemas, escritos, rascunhos… o formato é livre e, desde que respeitosos, os comentários também!

Pontuação

Por Giovana Almeida O que fazer quando não se sabe. Qual a lógica de estar? Às vezes busco aquilo que nem sempre sei se quero. Mas por que iria querer? As pessoas são movidas pelo quê, afinal? O que te motiva? Acho que o único lugar em que esses devaneios realmente se consagram é no…

Por 22 de maio de 2019 0

Motivacional

Por F. Os desejos não são meus Estou deixando ir Desfiguro-me Tormenta que não descansa Que não sente e finge Minha carne pede Mas não sou eu Fragmentei-me E quem acusa descaso, mente! Não foi se não de muita ventura Que eu deixei de me cobrir em lascívias Fissuras desnecessárias Os dentes já não mordem…

Por 5 de maio de 2019 0

Escritos de Estrada

Por Anne V./ LapisLazuli   I. ei, você, ser que me lê que me vê que não seguirá esta e nenhuma outra ordem que habitou e desabitou e reabitou  — terras, lugares pessoas, mentes ares e mares — caminha! que tanto caminha que chega vai rir vai cantar vai florir e vai (ha)ver cores mas…

Por 16 de abril de 2019 0

Lanugem

Por F. Eu costumava apreciar longas barbas. Aqueles pelos me causavam pequenas cócegas mesmo que a grandes distâncias. Eram majestosas, traziam coroas invisíveis aos seus donos. Um certificado, talvez, do poder que tinham. O poder de esconder, ou não mostrar. A opulência de uma árvore que dá frutos e que também carrega um ninho. Não…

Por 16 de abril de 2019 0

Minha Estranha

  Por Gabriela F. olho no espelho, pergunto quem és? não te conheço. costumava, há um tempo atrás. brincava e conversava com essa moça que está aí. não a reconheço mais. esse corpo estranho não é meu a rejeito não reconheço ainda tem os mesmos olhos, mesma pele, mesmas roupas mesmo endereço o que mudou,…

Por 10 de abril de 2019 0

Sertão de W.

Por F. Saudades quando chorava até soluçar Quando a raiva explodia Mas hoje sou de outras palavras Pondero Controle também é autodestruição E aquela pessoa que fala sorrindo Me pergunto se é sempre assim Se o riso foge da sua boca toda vez que sibila as palavras E mais uma vez pondero Dos eles que…

Por 14 de março de 2019 2

Falar ou Calar?

Por Fabrício Santos   Calo-me diante do que vejo, visto que nada sou para questionar. Sou um mero humano. Um mero humano! As injustiças que vejo ferem a minha alma, mas ao me calar sou ferido duplamente. Sei que a sociedade é injusta, mas também sei que a justiça não abrange toda a sociedade. Sei…

Por 14 de março de 2019 2

Um Novo Olhar

Por Heitor Blesa   Lá no fundo. Bem lá no fundo. Lá no fundo dos meus olhos Enerva-se uma dor. Uma dor de ver o mundo Envolto em escolhos Que destroem o amador. Não que eu seja um grande sofredor, Mas as peripécias da vida No melhor estilo tragicômico Possuem um amargor Que deixa a…

Por 9 de janeiro de 2019 0

What I Couldn’t Be

Por Laíse Zanato   I had been the wife I had been the slut I had been the girlfriend I had been the best friend I had been the mom who spoils I had been the sister I had been the listener I had been the confident I had been the scape I had been…

Por 9 de dezembro de 2018 2

Caminhante

Por Heitor Blesa   São dias, hoje, distantes aqueles os quais vivi como os flâneurs¹, errante, na cidade em que nasci. De poucas coisas me lembro desse povo que fui membro, mas é difícil esquecer os olhares perpetrados² por juízos antolhados³ mirando me envilecer⁴.   Do centro aos arrabaldes⁵ vi na faina⁶ desse povo, sob…

Por 5 de dezembro de 2018 1